D&D 5ED só em inglês? Mas que po$*@, Wizard??!

Deixe um comentário


Apos uma demora inexplicável para anunciar quais países receberiam as primeiras traduções do novo
D&D, rumores circularam que o mesmo ainda não seria traduzido para o lugar x ou o lugar y, por motivos diversos - briga com as editoras responsável, burocracia falta de dinheiro, etc. Mas eis que    Mike Mearls, o designer chefe de D&D, respondeu uma série de perguntas no Reddit e acabou confirmando o pior: o problema é global por que, por enquanto, eles não tem interesse em traduzir para outras línguas!
Veja a seguir, as perguntas feitas e as respostas dele relacionadas com lançamento de D&D em outras línguas, que são as mesmas que eu deixei acima, porém traduzidas.

Pergunta: Quais os seus planos para D&D no sudeste asiático? A falta de eventos e publicações de D&D por aqui é surpreendente.
Resposta: Nós planejamos expandir nossa audiência global, mas por enquanto estamos fazendo planos para tradução e aperfeiçoando nossa rede de jogos organizados primariamente na América do Norte antes de expandir mais.
Pergunta: Oi. Eu sou um grande fã do D&D 5e e eu sou do Brasil. Eu conheço muitas pessoas interessadas nessa edição, mas algumas ficam desconfortáveis de comprar os livros em inglês. Porém, diferente das outras vezes, nós não temos notícias sobre traduções. Olhando na internet, eu percebi que isso é um problema em outros países também. Então, por enquanto, o que você pode dizer sobre traduções?

Resposta: Nós queremos adotar um plano que torne possível fazer novos lançamentos em múltiplas línguas ao mesmo tempo. Isso requer muito trabalho da nossa parte, além de estar provavelmente relacionado com publicação digital. É definitivamente algo que queremos, mas pode demorar algum tempo para alinhar tudo.

Pergunta: D&D Next se tornará mais internacional nos próximos anos? Nós aqui do Extremo Oriente estamos doidos por um pouco de D&D, mas a decisão de não permitir localização em coreano/japonês/etc nos entristece muito. Eu pergunto por ter visto um screenshot de uma página oficial de D&D com dizeres coreano/japonês/etc nela. :D 
Resposta: Nós definitivamente queremos expandir o nosso alcance – sem planos para anunciar, mas é algo no qual estamos trabalhando.
Sem pânico e ódio ainda, galera! (ok, pode ter ódio sim é compreensível...) .Isso não quer dizer que nunca existirão versões do D&D 5e em outras línguas. Só para exemplificar, a Devir já não publica Magic no Brasil desde 2007, já que a Wizards of the Coast não licencia mais a localização de Magic; eles contratam uma empresa para fazer o processo por eles (lembra-se da seca de Magic que perdurou por um tempo? Foi devido a essa treta aí). Muito provavelmente, esse será o modelo adotado pela Wizards of the Coast para o D&D.
MAS 
É bom frisar que português não é uma língua prioritária. As línguas prioritárias para localização são francês, italiano, alemão, espanhol (conhecidas pela sigla FIGS) e japonês. Português fica na segunda escala de prioridade, junto de línguas como o sueco. Também não precisa surtar e achar que a 5e nunca vai sair no Brasil. A Wizards of the Coast valoriza o mercado brasileiro (só que do jeito dela) então se for você esperar a tradução, é melhor esperar sentado. 
O que só me faz ter uma reação ao ler isso:
Pooooorrrraaaaa, Wizard! A gente nem pode elogiar que você vai e dá essa cagada épica!PQP, meu louro preto. Agora que a concorrência tá gigante aqui e lá fora, com RPGs pesos pesados brigando no mercado, vocês resolvem adiar a tradução e o lançamento para outros países? Mesmo com os fãs e críticos reagindo tão bem ao jogo, e com o baque violento que vocês tiveram com a 4ª ED levando uma surra do Pathfinder e do Star Wars Edge of Empire?? Isso não um vacilo, é um poço de vacilo! 
Entendo que é uma boa ideia se concentrar primeiro no seu mercado interno - ou seja, os US and A- para ter não ficar que nem o Aécio Neves, que se deu bem em tudo quanto era estado, menos no seu próprio, o que acabou lhe custando a eleição, e no caso da Wizard, um bocado de dinheiro. Mas se eles se demorarem demais,principalmente se levar em conta o tempo que as coisas demoram para serem lançadas aqui nas terras tupiniquins, vai ficar difícil recuperar o tempo perdido. Pathfinder traduzido já está previsto pra esse 1º semestre do ano!
Uma pena que nem a minha, nem a sua raiva valem de nada para eles. Só resta nos aguardar...