Relação das mesas que terão no 5º Encontro de RPG de SSA-Parte 1

Deixe um comentário
[MESA 01]
Mestre: Alan Santos
Sistema: Próprio
Cenário: Piratas do Caribe 
Indicação Etária: 15 anos
Número de Jogadores: 5 a 8
Campanha: Um Prisioneiro Ilustre
"O Capitão
Tom Jenkins, homem bruto de temperamento forte e caráter duvidoso, foi abordado no meio do jantar em família com mais uma carta de convocação do Rei Rudel Jenkins. A missão era a mais perigosa da sua vida, roubar de um grupo de Piratas o grande Pérola Negra. Seus ossos estremeceram de medo e desejo, e seus olhos se encheram de fúria.
Quando criança Tom ouvia histórias pelas docas onde se escondia a noite. Eram histórias sobre piratas impiedosos e sobreviventes, roubando, matando e fugindo com ouro e pertences valiosos das suas vítimas. Histórias onde até as mulheres piratas eram narradas como assassinas cruéis.
Certo dia, enquanto se escondia entre barris de pescaria, Tom viu uma mulher esgueirando-se entre as centenas de caixas e subindo a bordo de um grande navio, tentou chegar mais próximo com a curiosidade de um ladino juvenil e foi surpreendido por uma adaga lançada que cravou no chão a poucos centímetros dos seus pés, não houve tempo para saber quem foi, mas correr era sua maior habilidade e fugiu de volta pra casa. Desde então, esperou sua mãe voltar do mercado para contar o que tinha visto naquele dia, como fazia em todas as noites, e ela nunca mais apareceu.
O Rei
Foto de Matilha -  Filhos de Gaia.
Rudel Jenkins, nunca foi um bom atleta ou um exemplo de inteligência mas sempre teve muita sorte. No decorrer de toda a sua vida, não importa o quanto ou o que tentasse, a sorte garantiria sucesso quase absoluto no que se fazia, e mesmo quando o ato parecia ser absurdo ou mortal, lá estava a sorte para transformar um final trágico num escorregão patético, mas ileso.
Tamanha foi sua sorte, que aos dezesseis anos a filha do Rei Granran se apaixonou por ele e aos dezenove tornou-se Rei. Alguns acreditam que a morte de Granran foi na verdade um assassinato, uma armadilha ou sabotagem. Outros apostam que não foi nada além do acaso, onde uma atividade tão perigosa um dia seria fatal. Rudel prefere acreditar que não passou de mais uma prova da sua sorte.
A Rainha
Suzan Jenkins, entre todas as mulheres de todos os continentes, esta é com toda certeza a mais sádica. Desde seus primeiros pedidos logo após o casamento, jamais permitiu que Rudel descanse e sempre desejou o maior e mais difícil que se pudesse desejar... Certo dia, Rudel cometeu um erro e este erro levou Suzan a desejar algo quase impossível.
A Missão
Reunir um grupo de piratas loucos o suficiente para embarcar numa missão e roubar o maior Navio Pirata que já se ouviu falar. Para isto será necessário encontrar, resgatar e forçar Jack Sparrow a levá-los ao seu Navio."
Esse daí eu tô com o pé atrás. Apesar de ter adorado o texto (achei grande mas tudo bem), e adorar o gênero de capa e espada (pirata se incluem no estilo), dei uma estranhada na história -Perola Negra roubado de Jack de novo?- e o fato de ser um sistema próprio pode ser meio bizarro para jogadores acostumados aos seus sistemas prediletos, a menos que o mestre tenha muito jogo de cintura na hora de narrar e explique pros jogadores antes como funciona.
Quem quiser ir vá, mas vá na sombra!

MESA 02
Mestre: Evelling Castro
Sistema: Roll and Keep
Cenário: Lenda dos Cinco Anéis 4˚ Edição – Legado de Desastre 
Indicação Etária: 16 anos
Número de Jogadores: de 3 a 5 (Ficha pronta)
Campanha: Legado de Desastre
"Por mais de uma década jogadores vieram para o Império Esmeralda de Rokugan para aprender o verdadeiro significado de honra e glória. Agora é a sua vez de assumir sua Katana em nome de seu clã.

"Eu tenho duas Katanas, pra que armadura?" E morreu.
O daimyo menor Doji Haruki sempre ansiava por mais poder e prestígio entre aqueles que possuem a verdadeira influência na Corte Imperial. Agora, às vésperas de sua maior e mais promissora oportunidade, poucas horas antes de seu momento realmente chegar, seu tesouro mais valioso é roubado. O daisho do grande herói Seppun Daiori, presenteado a Haruki pela família Seppun, é misteriosamente abduzido. Temendo que seu maior triunfo possa transformar-se no momento de sua ruína, Haruki recorre a um punhado de samurais que chegaram para a ocasião antes do previsto, desesperado por sua ajuda na devolução do daisho antes que o evento termine."

Rokugan é incrível, e Evelling é uma das rpgistas mais experientes que eu conheço do RPG Salvador, apesar de nunca ter jogado com ela narrando. Vale a pena tentar!

MESA 03
Mestre: Igor Bruno
Sistema: Daemon (trevas)
Cenario: EUA 
Indicaçao Etaria: 16 anos
Numero de jogadores: 4 a 6
Campanha: "Após os sobreviventes de uma cidadezinha serem afetados por uma arma biológica, eles começaram a ter reações estranhas, começaram a atacar umas as outras e se não bastasse, começaram a comer seus entes queridos vivos, na tentativa de sobreviver, ou de pelo menos encontrar uma cura, alguns sobreviventes se arriscaram e decidiram ir para a cede da CDC (centro de doenças contagiosas), que fica em Atlanta. 

 "Põe um Michael Jackson pra animar essa ssáporra! E dois cérebros, por favor!" 
Mas será que conseguirão, ou se tornarão mais um dos andarilhos que enfestaram todo o planeta Terra? A questão é: em um mundo tomado por mortos-vivos quem são os verdadeiros monstros, os zumbis ou humanos sobreviventes?"

Igor Bruno e seu tema preferido: Apocalipse Zumbi. Acho que tão tradicional que o Especial do Roberto Carlos na Globo, é uma mesa dele de zumbis. Ironias de lado, ele é um excelente narrador e me lembro de ter jogado algumas partidas muito massa com ele, com cenário daqui em Salvador.Teve de tudo nessas partidas, e tudo ficava ainda mais engraçado por ser na nossa cidade.Tentativa de assalto ao arsenal no Quartel de Amaralina, os traficantes barra pesada do Nordeste de Amarlina passando fogo nos zumbis, fuga num Gol roubado pela Orla até Pirajá,roubar um dos Onibus da Estação Pirajá para ir até um lugar seguro (sabe-se lá por que, um dos personagens tinha skill em dirigir ônibus) e até negociação para conseguir armas na infame Feira do Rolo!
Vale muito a pena jogar!
*Feira do Rolo, para os não-soteropolitanos, é um lugar famoso por ter inúmeros produtos roubados/contrabandeados/falsos daqui de Salvador