As bruxas estão soltas e loucas por seu espaço no boardgame 1692!

Deixe um comentário

"Em 1692, no vilarejo de Salem, colônia de Massachusetts Bay, vinte pessoas, na maioria mulheres, foram acusadas de bruxaria e condenadas a morte. Dentre elas estava Gwenfair, a rainha das bruxas que dominava a região. Com seu fim, deu-se início a uma disputa entre seus súditos pela sua sucessão."

Estamos em um ano cheio de novos projetos nacionais iniciando via financiamento coletivo. E “1692” é mais um deles. Com início do financiamento programado para os próximos dias, este é um boardgame muito promissor.

























Segundo o criador, Humberto Fukuda, 1692 é um jogo (analógico) de estratégia (no estilo eurogame) em que os jogadores fazem o papel de um(a) bruxos(as) na disputa pela liderança na comunidade mística. Nele os jogadores deverão atrair seguidores para sua seita e enviá-los em missões para coletar gemas, procurar objetos mágicos e dominar territórios sem deixar de protegê-los das mágicas de seus inimigos. A cada passo, novas folhas serão adicionadas ao seu livro de magia. Quem sabe até um gato preto poderá te ajudar nesta jornada...
























O que mais me chamou a atenção neste boardgame foi a beleza e estilo dos acessórios. Ele é composto de uma série de elementos – gemas, seguidores de seita, estatuetas, cristais, dados, discos de pontuação de vida, mini cards, marcadores de feitiço e muito mais – todos tratados com muito cuidado e primoroso acabamento. Os marcadores de jogador, por exemplo, são metálicos enquanto os marcadores de vida são extremamente estilosos. Este é o tipo de detalhe que faz toda a diferença em um jogo que desejar cativar fãs.

Eu recomendo que dêem uma atenção com cuidado tão logo 1692 abra seu financiamento para não perder a oportunidade de adquirir o seu. Sei que as informações ainda não são adequadamente aprofundadas, mas tão logo o financiamento comece postaremos mais informações e imagens.