Dugeons e Mapas para... Uma Fortaleza Voadora!

Deixe um comentário

Vamos ao mapa desta semana? Bom, depois de alguns mapas de cidades, volto à trazer um mapa diferente, mas com grandes possibilidades. Trata-se o mapa de uma estrutura voadora, criação de Bruce Heard para uma o financiamento coletivo de Calidar, Beyond the Skies, no início de 2016. No cenário dele, esta estrutura seria a sede de um grupo de meio-elfos que cavalgaria enormes pássaros semelhantes à águias.

Mas podemos usar o mapa para tudo aquilo que nossa imaginação nos propiciar. Eu sempre curti a ideia de uma QG itinerante, tal qual uma nave espacial, em um cenário de fantasia. Ao mesmo tempo este tipo de estrutura é muito interessante como um elemento do cenário que regularmente entra em contato com o grupo de aventureiros. Aposto como os fãs de Tormenta lembraram de uma certa cidade voadora e gostaram da ideia...


Em nossas aventuras podemos utilizá-lo de outras maneiras. Gosto da ideia de uma taverna itinerante (já apresentei outro mapa com essa ideia antes, pode caçar aqui que você acha). Nesta taverna facilmente podemos organizar encontros especiais, locais neutros para reuniões ou até mesmo um meio para realizar uma pequena viagem onde podemos introduzir uma mini-aventura cheia de intriga.

Esta mesma estrutura ainda pode ser uma famosa e rica loja, ou mesmo conjunto de lojas, de produtos raríssimos para o grupo comprar ou vender algo. Poderia também ser a guilda, pouco acessível para os padrões de um cenário de fantasia, de ladrões, magos, feiticeiros, rangers ou qualquer outro grupo que faça sentido em sua aventura.

O mapa em si é muito interessante. Uma estrutura de tamanho relativamente grande, sustentada no ar por enorme balão. Se ela for um taverna ou pousada é fácil de adaptarmos a zona central (nível 4, número 10 no mapa) como a taverna em si, repleta de mesas e as salas ao redor (11 a 28) como quartos e aposentos dos residentes. No andar acima (nível 5) podemos ter mais mesas tal qual um mezanino animado com possibilidade dos clientes passearem pelo terraço. Na parte de superior (níveis 6, 7 e 8) poderíamos ter salas ou aposentos mais reservados para reuniões ou para alguns milicianos que mantêm a ordem, além do aposento do comandante ou dono, e a sala de controle. Os níveis inferiores (1,2 e 3) estariam dedicados à dispensa e armazém de equipamentos. Se isto fosse um conjunto de lojas seguiria a mesma lógica, tendo lojas (junto dos aposentos de seus donos) em toda o nível 4, assim como uma verdadeira feira ou taverna na sala central. Isso vale para guildas, quartéis voadores ou outra funcionalidade que o Mestre necessite.

Para se chegar à ele poderíamos usar as mais variadas formas. Com o balão estacionado graças à âncoras, poderíamos içar um elevador diretamente do nível 1 ou mesmo das plataformas nas beiradas do nível central (nível 4). Ou mesmo usar balões menores ou um animal alado de maior envergadura. As possibilidades aqui são infinitas. Cabe a você, Mestre, escolhe-las.